quarta-feira, 14 de Maio de 2008

Sexo depois do aborto

Talvez não haja tema tão estranho e subjectivo como este. Desconfortável.
Por um lado há a parte física. Há a recuperação, quer seja da intervenção, quer seja da expulsão natural que tem uma recuperação mais lenta. Essa depende de cada mulher. No caso da expulsão natural, o baixo ventre fica bastante dorido durante uma ou duas semanas, e durante esse período queremos mexer-nos pouco.
O grande problema pode ser - e normalmente é, claro - o lado emocional. Aquelas semanas com o embrião sem vida dentro de nós provocam-nos uma sensação ambígua. Por um lado sentimo-nos fisicamente perfeitamente bem. Por outro lado sabemos que há uma situação por resolver dentro de nós. É uma questão tão pessoal... Acho que não hájulgamento possível a fazer sobre quem opta por interromper a vida sexual ou quem opta por continuá-la durante esse período. É importante, isso sim, ter todos os cuidados e, não me canso de dizê-lo, ser bem seguida num médico. E no caso de uma hemorragia forte, voar para a urgência. Quanto a dores durante o acto, julgo que só senti uma ou duas vezes, e de forma ligeira. Atenção às dores fortes e frequentes, que devem ser rapidamente analisadas.
Julgo que acima de tudo, o que importa é a mulher sentir-se novamente mulher em todas as acepções da palavra. O que aconteceu aconteceu. É um processo natural, como tantos outros. E a mulher tem voltar a abraçar a sua sexualidade, porque essa também é natural. E é essencialmente uma forma voltar a partilhar a proximidade emocional com o parceiro. Poderá haver mulheres que associem a relação sexual a toda a situação que daí decorreu. Também não foi o meu caso. Para mim foi um sinal essencial do regresso à vida normal, do ultrapassar de um momento difícil, do amor que eu e o meu parceiro partilhamos.
Há que ter em atenção que, após a expulsão, já pode existir a possibilidade de engravidar novamente, já que a qualquer momento é possível voltar a ovular. Todos os médicos dizem que não se deve engravidar antes de aparecer a primeira menstruação, por isso muito cuidado. Outros são da opinião que se devem aguardar pelos menos 3 meses. Em todo o caso, a prevenção é essencial e nada de nos fiarmos que, só porque se abortou há 2 ou 3 semanas, ainda não é possível engravidar. É. E não é de todo recomendável, segundo os médicos.
Claro que há receios. Pode até haver peso na consciência. Mas, cada uma no seu tempo, é na minha opinião fulcral abrir os braços à sexualidade. É um caminho para amarmos e sentirmo-nos amadas. E principalmente para sentirmos novamente que tudo é possível!

47 comentários:

Páginas de Laura disse...

Complicado viu? ao mesmo tempo que a vida tem q seguir,você ,nós,nos recordamos o tempo todo que daquela relação sexual pode novamente surgir o nosso tão sonhado futuro bb...e como evitar esse pensamento e deixar simplesmente "rolar"?
Como não viver com o calendário na bolsa esperando o ok do médico?
Como superar a ansiedade quando em todo lugar que você se vira há e existe uma grávida??
Eu ainda não consigo...e nessa hora o calendário ainda continua a ser o meu "melhor amigo"...isso poq estou há menos de 1 mês para tentar de novo e não consigo pensar em outra coisa há nao ser nisso....

Anónimo disse...

Foi muito bom encontrar o seu blog.
Também estou passando por isso nesse momento e é muito bom saber como as outras mulheres se sentem a respeito.
Ajuda muito!
Um abraço!

emerson disse...

oi faz uma semana que perdi o meu bebe eu estava de 4 meses sofri muito e sinto que a unica maneira de me recuperar é engravidando

Anónimo disse...

vanessa.zacconi@yahoo.com.br

vanessina disse...

bom no dia 19/06/08 no aniversário do meu marido eu sofri um aborto retido com 3 meses de gestação.esse anjinho era tudo tanto pra nós e pra nossa família tb.se passaram 11 dia e eu não consigo esquecer.jamais vou perder aminha fé.fui ao meu médico e ele me disse que sem problemas assim que vier a minha mestruação que deve ser+/- daqui aos 30 ou 40 diasno 1º dia dia que ela vier é pra eu ir lá que ele vai me dizer que eu posso ter a fecundação bom.adorei a notícia porém,tenho dúvidas pois,já que a maioria me diz que u tenho que esperar no mínimo uns 6 meses.tenho medo de ir pelo o meu médico e perder de novo.me ajudem com a minha dúvida.aguardando resposta..bjs,fiquem com deus
meu e-mail é vanessa.zacconi@yahoo.com.br

vanessinha disse...

bom no dia 19/06/08 no aniversário do meu marido eu sofri um aborto retido com 3 meses de gestação.esse anjinho era tudo tanto pra nós e pra nossa família tb.se passaram 11 dias e eu não consigo esquecer.jamais vou perder aminha fé!!!
fui ao meu médico e ele me disse que sem problemas assim que vier a minha mestruação que deve ser+/- daqui aos 30 ou 40 dias no 1º dia que ela vier é pra eu ir lá que ele vai me dizer quando eu posso ter a fecundação. bom,adorei a notícia porém,tenho dúvidas pois,já que a maioria me diz que eu tenho que esperar no mínimo uns 6 meses.tenho medo de ir pelo o meu médico e perder de novo o meu esperad bebê.me ajudem com a minha dúvida.
aguardando resposta..
bjs,fiquem com deus!!!z
meu e-mail é vanessa.zacconi@yahoo.com.br

Anónimo disse...

Esqueci de deixar meu e-mail lilian_bilac@hotmail.com

Neide disse...

Oi Gente
eu passei por isso na ultima terça feira, eu estava super bem e não tive dor, mas pela manhã eu tive um pouco de sangramento e na USG o medico viu que o coração nãu estava batendo, fiquei internada para curetagem pois foi um aborto retido.
eu e meu esposo estamos muito mal, a minha dor emocional é tão forte que não sinto nada fisicamente, eu já estava de 9 semanas e com varias coisas compradas e agora não sei nem o que fazer da vida...
eu me sinto como se nada disso fosse real e que meu bebê ainda esta dentro de mim e depois entro em panico e choro muito...
a única coisa que faço é me perguntar o por que???
Obrigada
Bjs
Neide
email: keupontes@ig.com.br

Anónimo disse...

nesta quinta feira dia 2 seoutubro tive muito sangramento apos ter relaçao com meu marido fui ao posto de saude e me encaminharam a maternidade de minha regiao fizeram um ultrassom e viram que o meu bb tao esperado nao estava mas vivo tive que passar pela curetagem sinto como se minha vida nao tivesse mas jeito pois uma semana antes tinha feito um outro ultrassom e meu bb esta muito bem

kaline disse...

Oii, eu perdi meu bebe após ter tido relações sexuais com meu marido!
Eu estava só com 6 semanas de gestação.
Sofri muito tive um aborto retido..
Tava planejando meu aniverçario de 18 anos eu ia comemorar no dia dos pais,tava tudo conbinado ,quando comecei a ter sangramento!E passei o dia dos pais no hospital!.Depois dessa minha primeira experiencia ,não quero engravidar tão cedo!://

Anónimo disse...

Olá... passei por um aborto e claro que a ânsia por respostas mais conclusivas e satisfatórias levaram-me a navegar por estes assuntos na net... então ai vim para a este blog e infelizmente vejo que muitas mulheres passam pelo mesmo. Confesso que não me anima mas me consola porque me sinto normal, igual a outras.
Passei da fase da renúncia á fase da aceitação mas ainda não passei á fase de querer tentar novamente. Por aqui temos um ditado que diz que "gato escaldado de água fria tem medo", tal e qual... um dia tentarei mas não posso querer outra gravidez para "esquecer" esta, uma coisa de cada vez e a seu tempo.
Contudo quero deixar o meu testemunho e mostrar a minha solidariedade com as demais, leitoras e autora do blog, pois sei que passar por isso custa muito mas há que marchar e seguir.
Jamais a vida do casal pode ser destruida por este drama... plo contrario... "o que não nos mata torna-nos mais fortes", as relações sexuais são sempre simbolo da união.... que nestas situações deve ser mais solidificada que nunca. Entreguem-se as seus maridos... namorados ou parceiros... eles também viveram uma dor... uma perda e estão ali, cada qual á sua maneira, prontos para ultrapassar connosco esta fase triste.
Força para todas ... não há que desanimar... nada como o amor para sarar feridas.
Bjs companheiras de guerra.

sarah disse...

I recently came across your blog and have been reading along. I thought I would leave my first comment. I don't know what to say except that I have enjoyed reading. Nice blog. I will keep visiting this blog very often.

Sarah

http://www.thetreadmillguide.com

Anónimo disse...

sono italiano vorrei anche la traduzione in italiano

Perla disse...

Olá! meu nome é Perla, eu sofri um aborto retido, soube da gestação qd completou 9 semanas e na semana seguinte na minha 1º consulta, qd fiz minha tranvaginal a notícia mais triste do mundo que eram gemeos, porém ñ tinham batimentos cardíacos, nossa ñ sei nem como expressar tamanha dor e frutração de perder meus babys assim....8 dias já se passaram após a curetagem e o vazio é tão grande... quero muito engravidar novamente, conto os dias, mais tenho medo de perder ou de nem conseguir engravidar.. eu tenho 7 anos de casada e planejamos tanto.... Sei que Deus tem o melhor p/ nós, porém a ansiedade e o medo bati toda hora. Se alguém quiser compartilhar alguma experiência parecida comigo, meu e-mail é perla-batista@hotmail.com

Perla disse...

Olá! eu sofri um aborto retido, soube da gestação qd completou 9 semanas e na semana seguinte na minha 1º consulta, qd fiz minha tranvaginal a notícia mais triste do mundo que eram gemeos, porém ñ tinham batimentos cardíacos, nossa ñ sei nem como expressar tamanha dor e frustração de perder meus babys assim....8 dias já se passaram após a curetagem e o vazio é tão grande... quero muito engravidar novamente, conto os dias, mais tenho medo de perder ou de nem conseguir engravidar.. eu tenho 7 anos de casada e planejamos tanto.... Sei que Deus tem o melhor p/ nós, porém a ansiedade e o medo bati toda hora. Se alguém quiser compartilhar alguma experiência parecida comigo, meu e-mail é perla-batista@hotmail.com

Rafaela disse...

Olá,Eu estava gestante de 8 semanas,mas infelizmente tive um aborto passei pela curetagem,desde qe recebi a noticia que o coração do meu bb tiha parado de beter,fico em uma tristeza só,é muito bom ter um site assim,onde encontramos outros casos semelhante aos nosso,isso me conforta bastante.Espero que Deus me abençõe o mais rápido com um filho saudavel.Meu maior sonho é ser mãe.Abraço a todas e muita força.

Debie disse...

Meu bb esta morto dentro de mim.......


Fiquei sabendo que estava gravida no dia 03/11 ...o dia mais feliz da minha vida...!Quando recebi a noticia do médico q era positivo mal consegui falar de tanta alegria, passei o fone para o meu marido continuar com o médico de tanta emoção eu só chorava.

Acompanhamos UltraSom semanalmente, acompanhando cada etapa do seu desenvolvimento.

Dia 05/01/08 fui a Delboni fiz mais um Us estava tudo perfeito.
Ontem voltei a clinica do Dr. Abeldemassih onde fiz a inseminação para receber alta, pois ja estava na 14 semana, e qual foi a minha surpresa a médica disse que seu coraçãozinho não batia mais...
Hoje fui novamente ao Hospital São Luiz fazer outro US para ter uma terceira opinião, e só se confirmou essa tristeza tão grande.
Meu sonho, meu anjinho foram tirados de mim...Deus levou nosso anjunho embora....e ele esta dentro de mim ainda, só que sem vida, os médicos querem que eu espere uma semana para ver se aborto natural...é uma dor tão grande que estou passada...Deus me ajude.

Estamos arrasados, vejo a tristeza no rosto do meu marido que estava falando a todos que seria Pai, nosso primeiro filhinho...Deus porque? Nao consigo entender...uma gravidez perfeita, sem enjoos, sem passar mail....meu anjinho é um ser de luz, pois nem colicas senti com sua morte.
Deus só levou sua alma, e deixou o corpinho dele aqui dentro de mim...Peço forças para conseguir com que ele saia...e essa tristeza melhore.

Anónimo disse...

Oi minha amiga, seja forte
Deus Ele sempre faz o melhor pra nós... Eu tambem estou sentindo uma tristeza muito grande dentro de mim, estava gravida de 6 semanas e meu bebe morreu dentro de mim as 4 semanas, tenho uma tristeza muito grande eu tambem nao senti dores o nosso Jesus Ele cuida dos que são seus e Ele não deixou que senti as dores... amiga seja forte Deus é Fiel eu esperei 4 anos para engravidar tenho 15 amos casada , mas sei que meu Deus é Fiel e vai me ajudar para que eu possa ter outro bebe com muita saude!!! Para Gloria do nosso Deus!! SEJA FORTE E NAO SE ESQUEÇA QUE DEUS TE AMO E ESTA DO TEU LADO TE DANDO FORÇAS PARA SUPEREAR ESTE MOMENTO!!!!

Anónimo disse...

Estou na mesma situação que vocês, na última quarta-feira(14/01/09), onde eu estaria na minha 11ªsemana de gestação fui fazer uma ecografia de rotina e os batimentos não existiam, e o tamanho do feto era exatamente igual a última ecografia do dia 14/12/08. Foi um choque, pois nunca imaginamos que isso poderia acontecer conosco. Realmente passa um turbilhão de coisas na cabeça, porque conosco?o que fizemos de errado?se eu tivesse ficado de repouso? se eu não tivesse transado tanto? Na verdade são perguntas sem respostas, que só os depoimentos de pessoas, leituras sobre o assunto amenizam a dor. Mas o que me chama atenção na maior parte dos depoimentos é que são filhos muito desejados, planejados, primeira gestação, mais de um ano tentando, muita expectativa. E me vem a cabeça algumas perguntas talvez espirituais(não sou espirita): Será que as pessoas não devem planejar uma gravidez? Porque quanto mais queremos e desejamos um filho as coisas não dão certo, se temos muito a oferecer a essa criança? Que missão é essa tão parecida que estamos vivendo?
bom, de qualquer forma, nunca podemos desistir de nossos sonhos. A luta continua, pois sei de muitos casos de mulheres que tiveram a primeira gravidez interrrompida e meses depois tiveram muito sucesso na próxima gestação. NÃO DEIXE DE TER FÉ! ACREDITE NISSO! Um grande abraço.
Vanessa - porto alegre

Cinthia Macêdo disse...

Nossa! Que blog perfeito! Acabo de perder 2 bebezinhos gêmeos na 7 semana de gestação e ainda estou expulsando os restos que ficaram e saem, junto com muita dor, fisica e emocional. Como foi reconfortante ler tudo aqui, cada post. Perfeito! A única coisa que queremos é nos sentirmos normais. Parabéns a dona do Blog. vc conseguiu expressar em palavaras tudo que vai no meu coração! Obrigada! Que Deus te abençoe!

Anónimo disse...

Ontem fiz a ecografia das 12 semanas e descobri que o coração já não batia... Tive um aborto retido. Foi a primeira vez que o vi, que o conheci, mas já estava morto. É difícil compreender, entender porque é que aconteceu.
A mim ajuda-me pensar que talvez fosse melhor assim, existia uma má formação no feto, o organismo detectou-a e parou o seu desenvolvimento. Apesar de ser uma gravidez muito desejada, tenho 27 anos, sou saudável e acredito que terei outras possibilidades.
Desejo força e coragem a todas as mulheres que passem por este problema. Nós somos fortes e vamos conseguir ultrapassar!!

RC

Anónimo disse...

Madrid acogerá la primera manifestación contra la reforma sobre el aborto impulsada por el Gobierno. La Marcha por la Vida se completará con concentraciones simultáneas en toda España y en el extranjero en defensa del Derecho a vivir y en apoyo a la mujer embarazada. ¡Acude!
La primera manifestación a favor del Derecho a Vivir, el apoyo a la mujer embarazada y contra la reforma que prepara en Gobierno para el aborto libre se celebrará simultáneamente en toda España el domingo 29 de marzo. Las entidades convocantes somos: Derecho a Vivir (DAV), HazteOir.org, Médicos por la Vida y Grupo Provida Madrid.
Tras la Declaración de Madrid el manifiesto de más de mil científicos e intelectuales sobre el aborto, entidades de la sociedad civil toman el relevo en la promoción del valor absoluto de la vida y la denuncia de la iniciativa del Gobierno contra este derecho fundamental.
La Marcha por la Vida culminará en las principales capitales del país una semana de actividades de promoción del derecho a la vida y movilización contra el proyecto del Gobierno que se propone establecer el aborto libre y la libertad de los empresarios abortistas para hacer abortos a niñas de 16 años sin informar a los padres.
• En Madrid, la Marcha por la Vida se iniciará a las 12.00 horas del domingo 29 de marzo, a las puertas del Ministerio de Igualdad (Calle Alcalá 37) y culminará en el Congreso de los Diputados (Plaza de Las Cortes), donde se leerá un Manifiesto por la Vida.
• En la mayoría de capitales españolas, las concentraciones se celebrarán ese mismo domingo 29 de marzo, a las 12.00 horas, ante los ayuntamientos Además, se han conovocado eventos y concentraciones en el extranjero.
Convocan:
Derecho a Vivir, Grupo Provida de Madrid, HazteOir.org, Médicos por la Vida, Fundación CEU-San Pablo, Fundación Vida, Fundación Unidad + Diversidad, Instituto de Política Familiar, Confederación Española de Centros de Enseñanza, Asociación Católica de Propagandistas, Profesionales por la Ética, La Rosa Blanca, La Estrella Polar (COPE), Asociación de Bioética de la Comunidad de Madrid, Foro Liberal, Fundación Esperanza y Vida, Foro de la Familia de Castilla y León, Plataforma Cívica en Defensa y Promoción de la Familia, Jóvenes por la Vida, Catequesis Familiar de la Parroquia de la Sagrada Familia, Popular TV Burgos, Pro-Justicia, Libros Libres, Universitarios por la Conciencia Social, Fraternidad de Agrupaciones Santo Tomás de Aquino, Asociación Internacional de Fieles de Derecho Pontificio, Unidos por la Vida, Padres en Acción, Coruña Liberal, AEDOS, SOS Familia, Asociación para la Defensa de las Libertades y los Derechos Civiles.

Anónimo disse...

(Me chamo Janaína)Estou com 7 semanas, não sei ainda se meu bb está bem, mais sinto um vazio tão grande dentro de mim, sinto que ele já não vive mais, muitos dizem que as mães sentem tudo.
Eu por exemplo sabia desde o segundo dia que estava grávida, não me pergunte como mais eu já dizia a minha mãe que ela seria vovó e depois eu só confirmei a minha expectativa.
Minha família toda me virou as costas, meu namorado foi embora pra São Paulo, eu já moro sozinha, mais sozinha eu fique. Mais agora tinha meu bb para ser minha companhia para o resto da vida.
Se alguem puder me dar uma palavra, agradeço, vou no médico hoje em breve dou o resultado a vocês.
Bjs
De uma mãe angustiada.

ritinha disse...

Meu nome é Rita. Até ontem, eu estava com 13 semanas de gestação. Estava tudo bem, pressão normal, tudo ok, até que fiz uma eco. Já havia feito antes, e pelas semanas eu esperava algo bem diferente do que vi. Tenho uma filha de sete anos, e a gravidez foi normal e tranquila. Me lembro ainda de ver seu coraçãozinho batendo como um motorzinho incansável. Me lembro que chorei ao ver isso. Quando vi a eco de meu segundo bebê, achei muito estranho, não tinha nada daquilo que eu vi há anos atrás. A médica que fez o exame me assustou muito e me falou que eu ia perder o bebê pro causa de um grave descolamento de placenta. E que meu bb estava com 6 semanas de desenvolvimento, e não 11 como eu havia dito, e que ele não estava nada bem. Bom fui atrás do médico e se sucederam vários exames e uma coleção de ecografias. Resultado: eu iria abortar de qualquer jeito. Essas duas semanas foram um inferno pra mim, pq ao mesmo tempo que os médicos me diziam que minha gravidez não era viável, eu acreditava do fundo da minha alma que havia um bb e que ele iria se recuperar. Infelizmente meu coração de mãe se enganou, e fui obrigada a fazer a curetagem ontem, pois já havia muitos dias que eu estava nessa situação. A questão é que eu estou passando pelo mesmo problema de várias mulheres q relatam suas experiencias neste blog, e não sou melhor ou pior que ninguém. Está doendo muito, física e emocionalmente, pois foi difícil fazer uma curetagem ouvindo outros bbs nascerem nas salas ao lado.
Não há o que dizer nessa hora. Não há o que as pessoas digam que nos console, mas apenas a fé em Deus de que era pra ser assim, de que talvez Ele nos poupe de problemas maiores como nossos bbs ou conosco mesmo. E vou dizer o que meu marido me disse, e que de certa forma foi uma espécie de choque de realidade para mim. Devemos nos apegar ao que temos ao nosso lado, por mais que seja doloroso perder um bb que ainda não conhecemos, mas que já sentimos, ainda temos pessoas à nossa volta que nos amam e que precisam de nós, sejam maridos , companheiros ou filhos.é estranho dizer que sentimos saudade de um serzinho que não vimos nascer, mas que de alguma forma já faz parte de nossas vidas. Mas como li numa mensagem há alguns dias "Saudade é o amor que fica", mesmo que seja por tão pouco tempo, o amor fica e jamais será substituído, mesmo que outros filhos venham, esse que se foi tem um lugarzinho único em nossos corações. Cabeça erguida, sigamos em frente e que Deus nos abençoe e nos de forças para passar por essa provação. Um grande abraço a todas.

Uma Mulher disse...

Olá, Janaína
Tenho pena que não tenhas deixado o teu email de contacto, mas respondo-te por aqui.
É verdade que algumas mulheres conseguem pressentir que algo correu mal. Foi o meu caso. No dia daquela primeira ecografia, estava absurdamente nervosa, tinha mesmo um pressentimento. Mas para muitas mulheres, infelizmente, a descoberta de que a gravidez terminou é uma total surpresa, e o choque é enorme.
Por esta altura já deves saber como está a tua gravidez, e eu gostava muito de saber. Eu estou aqui a torcer por ti. Se precisares de conversar, de apoio, de partilhar, fica à vontade. O meu email é: uma_mulher@live.com
Um beijinho,
Maria

layane disse...

Meu nome é Layane. sofri dois abortos espontâneos o ultimo a 15 dias atrás,sofri muito más DEUS me deu força para superar a dor,vou começar um tratamento,pois o médico me disse q pode ter algum problema genético, depois do tratamento tentarei engravidar novamente, e tenho fé que vai dar tudo certo.Desejo força a todas vcs q estão passando pela mesma situação q eu,tenham fé em DEUS q vai dar tudo certo. bjus meninas

Anónimo disse...

Meu nome é Carina tenho 30 anos sou casada há 6 anos e planejamos nosso bb,parei de tomar a pilula março e para a minha surpresa fiquei gravida.No dia 25 de maio tive um pequeno sangramento e fui ao hospital e fiz USG e para a nossa surpresa o bb estava sem batimentos cardiacos e não desenvolveu e estva com 12 semanas.Na hora não sabia o que pensar,meu esposo pediu para mim ficar calma e no dia seguinte fiz a curetagem e graças a Deus e ñ tive problemas.Meu medico pedi para mim esperar 3 meses,mas ñ vejo a hora e pergunto a Deus pq,Sei que tudo e permissã e Deus mas aida estou triste,choro sozinha enfim sei que vai passar mas ñ vejo a hora de ficar gravida de novo.E neste momento somente Deus pode nos confortar.
Não desista do seu sonho,devido medo,angustia,triteza.... deixa o que passou e lute por que esta por vim ...
So passamos por isso pq Deus sabia que iriamos suportar.Força

Anónimo disse...

olá, também eu sofri um aborto retido no passado dia 07/09/2009 e este ano já é o segundo. Pois em Dezembro passado passei pelo primeiro aborto.
Desta vez estava longe que pudesse acontecer o mesmo , até porque ouvimos sempre dizer que após um aborto tudo corre bem... não foi esse o meu caso, desta vez estava de 9 semanas mas deixou de haver desenvolvimento ás 5 semanas.
Após receber a noticia e nos dias mais próximos pensamos que se calhar não vale a pena tentar mais, vamos estar a sofrer... mas passam as semanas e nossa ideia muda VOU TENTA, vou ter consultas de infertilidade, para que se possa fazer um estudo genético.
Não sei se alguém já passou pelo que estou a passar neste momento, o sagramento já havia passado e iniciei a minha vida sexual, contudo hoje de manha apareceu-me sangue novamente. Não será cedo para aparecer o período 15 dias depois???
Estou um pouco assustada.
Desejo a todas a maior sorte do mundo e todas vamos CONSEGUIR REALIZAR O SONHO DE SER MÃE

meialuzz disse...

Eu sei que não tem nada a ver com o post mas andei lendo o blog e estou com muito medo... estou com menos de 3 meses de gestação e de uns dias pra cá comecei a ter medo do aborto, não sabia nem dessa possibilidade de aborto retido e estou desesperada. às vezes sinto umas cólicas e as sentia muito no começo da gravidez, eram violentas, mas eu enjoô até agora e meus seios estão crescendo , tem a possibilidade? eu já não saberia viver sem meu bebê.... mesmo não tendo sido planejado, agora é todo o meu futuro.

Anónimo disse...

Meu nome é Érika tenho 25 anos sei que é um situação delicada hoje faz 34 dias que eu perdi meu bebe de 13 semanas, estava tudo muito bem sou casada 3anos e tinhamos planejado que seria este ano, quando soube eu fiquei muito feliz fiz o primeiro ultra vi o coraçãozinho batendo mas algo me dizia acredito que o espirito santo de Deus que era para eu esperar mais um ultra para começar a comprar as coisinhas do bebe , enfim eu estava tão anciosa para chegar este novo ultra que no dia passei muito mal, chegou e com aquela anciedade e angustia fiz e tive a noticia foi horrivel não consegui nem chorar a medica disse que ele tinha parado de desenvolver com 8 semanas e não havia mais batimentos , já fazia semanas que estava ali morto, então fui ao hospital porque não tinha o que fazer, precisava fazer a curetragem o mais dificil para mim foi na verdade ficar lá colocando um remedio para abrir o utero me senti muito vulnerável, quando pude sair do hospital veio o alivio porque sabia que Deus não me desanparou em nenhum momento , hoje estou aguardando a minha primeira mestruação que está atrasada normal né faz parte sei disto já me falaram tanta coisa e pediram para eu esperar o máximo que puder para começar a tentar novamente, mas eu e o meu marido estamos tão animados com a situação que ajuda até a superar tudo isso enfim vou aguardar mais 1 mês e ali começar a recostruir um sonho lindo creendo que tudo vai dar certo porque Deus sabe de todas as coisas e se entregarmos nossas vidas a ele ele tudo fará,se me perguntarem se hoje tenho medo, até passa pela minha cabeça mas temos a chance de nos entregarmos a este vazio ou supera-lo e ter a experiencia de mostrar para todo mundo e para nos mesmos que Deus existe e que não vai nos desamparar e vamos tirar de letra tudo isto. Quero deixar aqui minha fé em Deus e dizer a vcs que filhos e familia e uma constituição divina e que é um plano de Deus e se não podi ser agora é porque ele está nos preparando e moldando para formarmos este sonho lindo nosso e de Deus.Beijos e boa sorte!!!!

Anónimo disse...

Oi, há alguns anos eu estava na minha segunda gravidez, sete meses, enjoava muito, tinha muita queda de pressão mais ia tudo muito bem. Eu corria risco de morte. Certo dia voltando para casa, coloquei o primeiro pé e mão no ônibus e o motorista arrancou me jogando para fora. Não bati com a cabeça no paralelepipedo porque um lixeiro colocou a perna para me amparar. Já era tarde da noite, meu marido com minha filha no colo não teve nenhuma reação.
No dia seguinte procurei o médico e contei o que aconteceu, acreditem, ele me perguntou se eu havia sangrado ou se estava com alguma dor. Não me examinou e nem ao bebe.Disse que se eu sentisse dor ou sangrasse que voltasse ao hospital. Nada disso aconteceu. Quinze dias depois senti como uma agulhada na altura dos rins, meu pai e marido me levaram logo para o hospital. Lá chegando fizeram um ultra-som e me avisaram que o bebe estava morto, que provavelmente ele havia morrido logo após a queda do ônibus quando senti algo subir até como se chegasse à boca. De fato eu não sentia mais meu filho mexer mais não aceitava a idéia de que o pior pudesse ter acontecido. Fiquei com meu filho morto dentro de mim por 15 dias. Ninguém no hospital deixou que eu o visse por mais escândalo que fiz, eles vinham com injeções e eu apagava. Tive alta e a única coisa que eu tenho de lembrança é um papel do hospital dizendo "feto morto retido". Já se passaram vinte e oito anos e eu nunca me conformei com isso, ainda choro pela criança que gerei e não tive o direito de conhecer.
Desculpem o desabafo mais tem horas que fica difícil não sofrer. De pensar como seria agora este homem que eu havia gerado, e por que não me deixaram vê-lo?
Agradeço a atenção de quem ler este depoimento.
Grata.

Anónimo disse...

A 1 mês deparei com essa situação, após perca de liquido e dores abdominais fortes, fui p/ hospital quando fiz a ultrassonografia descobri que meu bebe não estava mais vivo. Na hora foi um choque, tentamos achar uma resposta, porém não ha.Vem uma sensação de desespero, dor, algo inesplicavél, ainda mais se você espera para engravidar por anos e apos varias tentativas ele aparece.Quando voce descobre que esta gravida e muito bom. E com 03 meses seu corpo começa a modificar vc descobre que o seu anjinho não esta com vc. Trabalho no centro obstetrico, vejo gestantes que chegam para dar a luz,auxilio na amamentação tambem tenho uma prima que esta gravida de 02 meses. Quando perdi o bebe as primeiras semanas chorei bastante, pensei que nunca mais onseguiria trabalhar no centro obstétrico, que entraria em depressão, ou ficar perto da minha prima, procurei conforto em Deus, e hoje a dor a angustia sumiram , consigo trabalhar numa boa e curto a gestação da minha prima. Também não fico pensando no que ocorreu, pelo contrario ja estou me preparando para daqui 06 meses tentar de novo. Não é facil pois um pedacinho nosso que se foi, mas tambem não adianta ficar chorando , temos que voltar a rotina, ao trabalho.è importante não deixar esse fato atrabalhar o relacionamento, lembre que o nosso companherio tb perdeu um filho.O que ocorreu em nossas vidas serviu p fortificar nosso relacionamento.Nunca desista de tentar.....E essa força que tenho vem unica e exclusivamente de DEUS, confie nele......

Regiane disse...

Acabei de ler todas as mensagens,e fico ainda mais triste.A exatamente 9 dias perdi meu bb e não consigo superar,não sinto nenhuma dor fisica mas a psicologica e a pior dor parece que nunca vai passar. Eu estava de 11 semanas tudo ia muito bem, todos estavam muito felizes e a minha felicidade era tão grande que parecia que vivia um sonho. Meu bb tinha nome sexo apesar do medico ainda não ter visto eu senti que era uma menina. Mas no dia 28/08 eu comecei a perde sangue sem dor, o medico pediu repouso e eu fiz.Não foi o suficiente na segunda dia 31/08 sentia muita dor,e o laudo medico foi o fim pra mim eu havia perdido meu bbzinho. Vi com isso a dor do meu marido e comecei a achar que eu não era capaz de ter a bençao de Deus na minha vida.Mas juntos estamos tentando superar não esquecer, pois jamais esqueceremos. E o mais estranho nisso tudo foi ver que é nos momentos ruins que percebemos quem gosta de vc ou tá do seu lado por falsidade. Compararam minha dor com uma simples dor de dente. Peço a Deus todos os dia pra me dar foças pra continuar e queria deixar a fraze que mais me acompanha nesse momento pra todas que passaram por essa situação" Deus sabe de todas as coisas e nunca dá o fardo maior que nossas forças". Fiquem com Deus!!! Regiane.

Anónimo disse...

Olá boa noite,
O meu nome é Rute Pereira, e estou neste momento grávida. Ou melhor , retenho um aborto.
Fiquei a saber da gravidez quando completei 1 mes.Fiz um teste em casa e vi que se confirmava.Inicialmente fiquei um pouco confusa, mas dado que o meu marido aceitou bem o sucedido, a situaçao levou me a ficar feliz.
Como tal comecei logo por marcar uma consulta, para começar a ser seguida.Já na consulta a médica mandou me fazer uma econgrafia para verificar o tempo de gestação.Estava um pouco assustada pois nao sabia se podia fazer a ecografia tao cedo, no entanto acarretei as ordens da medica.E no dia 12 de Agosto lá fui eu, esperançada que ela me dissesse algo novo.Já lá dentro com o meu marido a medica diz :
"Tem percas de sangue?" eu respondi que nao,entao a medica diz me " Esta gravidez não vai avante, pois nao existe batimento cardiaco". Confesso que nesse momento me caiu tudo ao chao...
Porem fui para casa a reflectir sobre o assunto.No dia seguinte fui a uma consulta de medico de familia que viu a eco e escandalizada escreveu uma carta de urgencia e me mandou para o hospital santa maria em lisboa. Assim fui eu já a pensar que o feto estando morto me iria ser retirado.Sem pensar em mais nada entrei na sala e começou a consulta .Expliquei a situaçao e apresentei a carta, que o medico nem sequer leu.E diz me muito rapido "ainda é muito cedo para tirar conclusões precipitadas". Mandou me para casa sem sequer ler ou me consultar.
Dois dias depois fui para a maternidade do hospital santa maria novamente , estava com dores, nada me fizeram novamente.Deram me benuron e brufen para acalmar as dores.Foi assim durante 2 semanas sempre la e ca sem nada me fazerem.Ate que me decidi mudar de maternidade.Fui ate a MAC (maternidade alfredo da costa) onde fui atendida por uma medica que concluio da consulta que realmente estava morto e que ja havia descolamento da placenta.
Durante a primeira semana fiz 4 xs análises ao sangue. E agora ando de semana em semana, as 2ªs faço analises, as 4ªs tenho consulta, tudo isto a espera que a placenta descole por completo para que o feto caia.
Nesta minha ultima consulta apanhei um medico bastante bem humorado e que me falou de um jeito bem esclarecedor.Nao me querem passar nada, como os sintotec por exemplo, dado que é de minha vontade voltar a engravidar, e o que acontece muitas vezes é que a paciente tem dores, como que de parto e depois +e necessario raspar ou raspam de mais ou de menos, causando danos no corpo da mulher, e para que tal nao me aconteça pediram me para ter paciencia e deixar o processo fluir de forma natural.
Quanto ás conversas tive sorte digamos porque desde inicio falei bastante com os meus conhecidos e familia sobre o sucedido, recebendo sempre boas palavras e esclarecimentos que nao me deixaram ir assim tao a baixo, é normal que tive os meus momentos depressivos, dado que a consciencia pesa, ate mesmo que a culpa nao seja nossa, mas nao deixa de ser algo que está dentro de nos. Exponho aqui a minha situaçao para que mais uma vez comprendam que ha sempre mais alguem que passa por essa situaçao.
PS- ainda tenho o feto dentro de mim e ja vou com 4 semanas desde que me disseram que esta morto e ha confirmaçao que está morto desde as 3 semanas.
E desde ha dois dias que tenho leite.

Boa sorte a quem esta a passar pelo mesmo neste momento.E agradeço tambem todos os vossos testemunhos, que para mim foram tambem uma força e uma aprendizagem (embora ja tenha um filho, este foi o primeiro aborto).
sophy_ruth26@live.com.pt

Anónimo disse...

Meu nome é Camila. No dia 25/09, fiz um ultrassom de rotina mesmo. Não me senti mal, não tive sangramento. Estava com 8 semanas e o coração do meu bebê não batia mais. Já havia feito um ultrassom com 6 semanas e o coração do bebê estava com 113 batimentos por minuto, o que depois me falaram que era pouco para um embrião.
Após constatar que o meu bebê não estava vivo e que havia crescido, o seu tamanho era proporcional para a semana de gestação que eu estava. Me disseram que o coraçãozinho dele, que já estava fraquinho, parou de bater naquele dia ou no dia anterior. Já no dia seguinte, chorando muito, fui fazer a curetagem. Meu médico me disse que não deveríamos prolongar o sofrimento.
Foi muito difícil para mim entrar no hospital para tirar um bebe que estava morto dentro de mim. Muito triste, era a minha primeira gestação, programada e muito esperada.
Agora tenho que esperar passar 2 meses para tentar engravidar de novo e realizar o meu sonho: SER MÃE!

claudineia disse...

eu tb sofri um aborto retido estava de e 6 semanas tenho 33 anos era meu maios sonho aida sofri com a colocação de 7 comp.para eu ter contrações e sangramento mas não senti nada e veio a anestesia raqui e a curetagem passei 3 dias no hospital voltei ontem, tenho muita vontade de engraviadar de novo mas o medo de passar por tudo isso me enlouquece tb sinto um vazio e choro muito mas tenho esperança

Anónimo disse...

Bom ,meninas eu também passei por isso. Não sabia que estava gravida, senti dores e tinha um pouco de sangramento fui no médico que acreditava ser um cisto, marquei a ultra mas não deu tempo. Passi mal dores fortissimas no sabado dia 19/09 e no domingo 20/09 fui ao hospital e decobri que estava gravida no mesmo momento em que ja havia perdido meu bb.
Passei pela curetagem a internação e a sensação é que eu não estava lá, mas depois é uma barra.
Hoje estou melhor, mas ainda sinto uma culpa por não ter percebido algo que eu tanto sonhava. Era uma gestação de apenas duas semanas, mas como pude não sentir, não me poupar... é dificil
Minha médica disse que após três ciclos ja posso engravidar novamente, mas não sei se estou preparada pra suportar, caso aconteça novamente.
Deus abenções a todas as mulheres que passam por esse trauma, pq. sem ELE não dá pra ir em frente

Eli disse...

Olá, nome é Eli. e tamb. acabei de perder meu bb.
pois estava gravida no dia 08/10/2009 iria fazer 10 semanas de gestação, um dia antes fui fazer um UTRA. e ai veio a grande suspresa meu bb estava sem patimentos cardiacos, fiquei disesperada ali mesmo acima da maca não sabia o que fazer quaze fiquei louca o medico me pediu para ue passar no meu gineco. sai imediatamente para o consultorio dele e la ele me explicou que era um aborto redido e pediu para eu esperar mas 10 dias de repouso para ver se o meu organismo expelia ou não, foi muito disesperador porque não sentia absolutamnete nada meu organismo não ajudava não tinha dor nem sangramento e segundo os medicos meu bb ja havia parado os batimentos desde as 7 semanas, esperei em casa por 7 dias ai tomei a decisão de acabar logo com esse sofrimento no 13/10/2009 me enternei e no dia seguinte fiz a curetegem, foi horrivel ter que ficar ali sabendo que meu bb ja não estava vivo, mas agora estou me sentindo melhor sei que ador não vai passar assim tão facil, quero muito engravidar novamente pois era minha primeira gravidez.
se alguem quiser dividir essa dor com migo meu e-mail é eliane_2005@hotmail.com
bjs. Eli

Anónimo disse...

Oi. Também tive um aborto retido. Descobri que estava grávida no dia 10/08, eu e meu marido ficamos muito felizes, parecia que estavávamos sonhando. Meu maior sonho é ter um filho. No dia 25/08 fiz um USG e o médico falou que estava td bem e que o bb estava com 7 semanas.Marquei uma
consulta com a minha médica no mesmo dia. Já havia feito todos os exames gestacionais e a USG. Ela falou que estava td bem e que era para eu continuar tomando o ácido fólico. Não senti nada na gravidez, foi td tranquilo....No dia 24/09 perdi meu emprego, meu marido tb perdeu o dele, ficamos muito triste.Mas no dia seguinte,com 12 semanas de gestação, teríamos uma boa notícia( pensava eu)iríamos fazer um USG e provavelmente saberíamos o sexo do nosso bb.Mas nada foi como pensávamos. O médico perguntou se eu tive algum sangramento.Respondi que não. Aí, ele falou que o coração do meu bb não estava batendo mais. Não sabia se chorava , se gritava, tive vontade de sumir....Para piorar, minha médica não pode me atender...Disse que tinha um compromisso. Meu marido ligou para um GO que a gente conhecia, ele pediu que eu fosse para a maternidade. Fiz a curetagem, não senti nada.... além da dor emocional. Chorei muitoooooooo.Vai fazer um mês e ainda, sinto um fazio dentro de mim...Mas logo que o médico liberar um nova gravidez, vou tentar, não vejo a hora de ter um bb.Tenho fé em Deus que tudo vai dar certo. Espero que vcs tods que passaram por isto, logo tenhão um nova benção do nosso PAI.

Anónimo disse...

Parabens, pela rica descrição que em muito me ajudou a compreender o que estou a passar neste momento. Mais do que sites de informação médica e de textos técnicos de "pseudo" escarecimento os teus escritos fizeram-me perceber coisas simples que nos podiam dizer logo nas consultas.Às 9 semanas fui toda ansiosa verificar como estaria o desenvolvimento do pequeno ser, e descobri logo na primeira imagem que era uma gravidez não evolutiva. Fui ao HSMaria e confirmei diagnóstico e portanto no próprio dia fui para casa interromper a gravidez.Coloquei 4 Cytotec de uma vez só e ao fim de 4 horas senti umas dores fortíssimas e começei a sangrar. Cerca de 48 horas depois libertei uma massa tecidular que espero que tenha sido o que chamam a "placa embriorinária" e os "restos ovulares". Já passaram 72horas e registo umas dores mortais de rins e em toda a região abdominal uma hemorragia fortíssima cheia de coágulos, não resisto sem Brufen. Não percebi que ia ter tantas dores nos dias seguintes e tanta hemorragia e sinto que não fui bem esclarecida, estava a ficar muito preocupada com o meu estado de saude mas quando li o teu blogg fiquei mais confortada percebendo que pode ser perfeitamente normal (se é que existe normalidade nestes casos!!!). Por estranho que vos pareça, embora muito desejada esta gravidez não me supreendeu totalmente o diagnóstico, pois desde o inicio que me custou a acreditar que as coisas tivessem bem, mas houve uma altura em que eu percebi claramente que algo de muito errado estava a acontecer.É estranho, não?!Eu não tinha grandes sintomas, apenas via o meu peito e a minha barriga a crescer e o meu peso a aumentar drásticamente (2ª gravidez parece que inchamos). De repente, estagnei. Pior, começei a perder peso!Fui me mentalizando para o pior, embora todos me dissessem que era tola, e que ia correr tudo bem, blá,blá, mas eu sabia que não estava tudo bem. Agora espero que vá ficar.
Folgo em ver que já estás numa fase seguinte.
Sofia

Anónimo disse...

Olá pessoal, eu estava gravida de 13 semanas e fui ao médico fazer uma ultração e o médico disse que o meu bebe não havia se formado, que lá só havia o saco gestacional, nossa foi um choque pra mim e pro meu marido eu chorei muito e aindo choro, não consigo controlar meu estado sentimental, era um bebe muito esperado, eu já tinha varias ropinhas lindas pro bebe; eu doei todas as ropinhas pq era muito deprimente olhar as roupinhas e saber q o meu bebe não está mais dentro de mim.Ainda estou sofrendo muito, mas tenho muita fé em Deus que eu vou conseguir superar essa fase

Anónimo disse...

Olá gente! No dia 21 de dezembro de 2009, soube que estava grávida. Fiquei muito feliz, afinal, eu e meu marido estávamos tentando há um ano. Eu já estava com 5 semanas e estava tudo bem, até que, uma semana depois, começei a sangrar muito e a sentir muitas cólicas. Estava com medo de perder meu filho, mas fui ao médico e lá constatei que minha gravidez era de alto risco. O médico me passou respouso absoluto por 1 semana e me passou alguns remédios para segurar a criança, mas nesse mesmo dia de noite, quando já me preparava para dormir, senti algo descendo e quando fui ver, me assustei ao ver um enorme coágulo de sangue, parecia um saco gestacional. Naquele momento, eu tinha certeza que tinha perdido o bebê e que aquele coágulo era ele! Chorei muito e no dia seguinte, fui ao médico. Foi constatado. Eu tive um aborto espontâneo.
Nunca vou me esquecer de algumas mamães que eu via sair da maternidade com os seus bebês nos braços e eu alí, com um enorme vazio por ter perdido meu filho. A gente se sente impotente, frágil, revoltada!
Após dois do incidente, levantei a cabeça e resolvi "esquecer" o que aconteceu. Resolvi seguir adiante.Vou ter o acompanhamento de obstreta e na hora certa, Deus vai me mandar outro bebê. É nisso que confio!
Às vezes, é difícil superar a perda, mas a gente consegue sim.Já fez 1 semana que perdi meu bebê, mas estou mais forte, mais confiante. Tudo o que Deus faz é bom embora a gente no momento, se revolte ou se questione. A Bíblia diz que ñ cai um fio de cabelo da gente que ñ seja permitido por Deus.
Sei que Deus tem algo muuuuito melhor para mim. Sei que Ele está cuidando de mim e sei que em breve, vou ter um filho saudável e que será uma benção nas mãos de Deus.
Sinto uma força dentro de mim que me faz seguir adiante no meu sonho e eu e meu marido ñ perdemos a fé.
Por isso, não percam a esperança. Deus tem coisas boas para você. São nos momentos de dor, que temos que tirar a força que existe dentro de nós para nos levantarmos. Infelizmente, na vida ganhamos e perdemos, mas Deus restitui em dobro aquilo que perdemos. Confie em Deus, segure em suas mãos, entregue-se a Ele e ñ deixe de sonhar, com certeza, o nosso filho, em breve virá e nos trará muitas alegria.

ana paula disse...

Oi gente infelizmente também passei por essa pessima experiencia. Eu estava de 19 semanas no dia 26 de dezembro, derrepente comecei a sentir contracoes e fui ao medico, chegando lá ele contastou que eu estava em dilatamento total, entrei em trabalho de parto, mas meu bebe nao sobreviveu pois era muito prematuro, o mais triste é saber que ele estava bem com seu coracãozinho batendo mas nao sobreviveria depois de nascido. A todas as maes que viveram essa infeliz experiencia sabe o que estou sentindo neste momento, nao me conformo pois era meu primeiro filho.

Cleia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
C.I.C.F disse...

C.I.C.F..
também estou sentindo esse vazio e angustia 3 dias,no dia 04/02/10 logo de mnhã tive bem pouco sangramento, mas nemhuma dor, fui a meu GO, ele me pediu uma ultrassom de urgencia e foi constatado que não havia mais batimentos cardiacos,foi como se o mundo caisse sobre mim, mha gravidez não foi planejada, e tera de um namorado, mas desde o 1º momento que descobri a gravidez passei a amar meu bebezinho e sonhava muito com a chegada dele na minha vida.tinha a certeza que iria ser mto feliz e amar meu bebe, mas acredito que Deus sabe o que faz na nossa vida, se ele colocou o bebe na minha vida pra me fzer feliz, e se ele resolver tirar, é porque eu poderia sofre muito mais tarde.EStou sofrendo muito, sinto um vazio enorme,quando entrei no centro cirurgico para fzer a curetagem foi muito doloroso, queria estar ali p/ ter meu bebe e levá-lo pra casa como sonhei, e não para tira-lo de mim.Eu estava com 10 semanas de gestação, estava td bem até o dia em que descobri que ele n existia mais..Para todas as mulheres que deixam suas histórias,devemos crer em Deus e ter força e fé. ele é dono de nossas vidas e de nossos bebezinhos tbém,com certerza ainda vamos realizar os nossos sonhos que é ser mãe.Eu acredito que Deus tem um grande propósito na minha vida e ainda vou ter outro bebe em meus braços...tenho um grande sonho de ser mãe e tenho certeza q ele vai se realizar... um abraço a todas a mães que passaram por essa experiencia tão triste, o que tenho a dizer é que não devemos desistir nunca.....vamos ser mãe um dia.!!!

Anónimo disse...

Quele
Eu tambem passei por isso com 10 semanas,eu estava com descolamento de placenta e não levei muito a serio o que o medico disse sobre repouso.Não sangrei so uma borrinha mais quando fui fazer o ultra não tinha mais batimentos cardiacos. Mais a vida continua estamos aqui para levar tombo e levantar continuar caminhando.
Vou engravidar novamente assim que puder.

Anónimo disse...

Olá pessoal, meu nome é Rayssa e passei por isso há 6 dias...
Sei o que todas vocês passaram... estava com 10 semanas e 5 dias, me senti mal na quinta feira pela manhã e comecei a sangrar, fui no hospital e bati a ultra, e lá o médico que sempre ficava sorrindo com o bebê que não parava quieto, me deu a noticia... ele estava morto desde a segunda feira...

é uma dor enorme, mas sei que vamos superar isso, ter bebês lindo e amados e tudo vai ficar bem...